quarta-feira, 27 de abril de 2011

Após obras, aeroporto de Ribeirão já está saturado - Folha Ribeirão

No primeiro trimestre, circularam pelo terminal 288,6 mil passageiros


Esse número é 112% maior que o de 2010 e quase a metade do que se espera para todo este ano no Leite Lopes.


Reformado com cerca de R$ 6,5 milhões para receber 600 mil pessoas por ano, o terminal de passageiros do aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto, está saturado em relação à demanda. E isso apenas sete meses após a entrega das obras.
A inauguração oficial ocorreu em setembro passado durante visita do então governador de SP, Alberto Goldman (PSDB), à cidade.
Números do próprio Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de SP), responsável pelo aeroporto, mostram que as melhorias não acompanharam o crescimento do número de usuários.
Somente no primeiro trimestre, circularam pelo terminal 288,6 mil passageiros, ou seja, quase a metade do que se espera para o ano todo.
Se continuar nesse ritmo, ao final de 2011 o aeroporto de Ribeirão Preto poderá ultrapassar a marca de 1,1 milhão de passageiros embarcados e desembarcados.
A quantidade de público dos três primeiros meses de 2011 é mais que o dobro (112,43%) do movimento no mesmo período de 2010, quando passaram pelo Leite Lopes 135,8 mil pessoas.
O aumento da demanda é muito maior que o observado em anos anteriores (veja quadro nesta página).
O governo do Estado diz que monitora o movimento e atribui o crescimento à chegada de novas companhias à cidade (leia texto ao lado).
No entanto, logo no mesmo ano em que foi inaugurada a reforma, a estimativa de público se mostrou defasada: o Leite Lopes fechou 2010 com movimentação de 677,7 mil passageiros.

"PODERIA SER MELHOR"
O médico de Uberlândia Marcelo de Freitas Mendonça, 29, passou pelo terminal ontem pela primeira vez e disse achar que a cidade precisa de algo melhor.
"Pelo porte de Ribeirão, achei que o aeroporto poderia ser melhor. Até gostei da estrutura física, mas falta investir nessa estrutura, equipar mais o espaço", afirmou.
Hoje o terminal ainda opera, por exemplo, sem o painel de voos, que está prometido.
O engenheiro Ulisses Ordones, 50, de Passos (MG) usa o Leite Lopes há cerca de oito anos. Para ele, o terminal está melhor em comparação com o antigo espaço, "que era terrível".
Ulisses afirmou, no entanto, que a esteira de bagagens é pequena e dificulta o acesso das pessoas às malas em horários de pico. "Se iam colocar a esteira, podiam ter feito algo maior", disse.


Daesp atribui alta à chegada de novas empresas

DE RIBEIRÃO PRETO 

O Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo) reconhece o aumento da demanda, mas afirma que novas ampliações só serão estudadas ao final de 2011.
Em nota, o órgão afirma que, após a reforma, o aeroporto Leite Lopes recebeu duas novas companhias -a Webjet e a Azul.
Isso gerou um "aumento considerável" no movimento, disse o Daesp. Segundo o departamento, em 2009 o aeroporto tinha 12 voos por dia, e agora tem uma média próxima a 50 voos diários.
"Será possível uma análise mais detalhada ao longo de 2011, quando os números permitirão que o Daesp avalie se serão necessárias adequações ao terminal", afirma a nota sobre novas ampliações no local.


Conclusão/Nota do Blog: Só o Governo de SP e o DAESP pra imaginar que o aeroporto ficaria do tamanho que era e sem receber novas empresas em um mercado nacional que não para de crescer... Pior do que isto é esperar o ano de 2011 para fazer algum estudo e só em 2012 ou 2013 pensar em fazer alguma coisa...
O mais engraçado e é que depois o pessoal da oposição ao governo federal, incluindo o ilustre governador criticam a incompetência da INFRAERO... O que o governo paulista fez com o DAESP? 
Nada alias fez pior investiu dinheiro público em uma obra obsoleta desde seu projeto prevendo uma capacidade que quando da sua inauguração já tinha sido superada... É uma vergonha este nosso Brasil metido a ser desenvolvido mas que ainda é e continuará sendo de terceiro mundo por muitos e muitos anos graças a gestão e competência de todas nossas autoridades.  
A imprensa de Ribeirão Preto pega muito leve com o DAESP e o Aeroporto de Ribeirão... A infra estrutura é péssima a segurança é precária se quiserem ferrar com a vida do DAESP é só "armar" algumas reportagens ao estilo das do Fantastico, Jornal da Globo no Leite Lopes que absurdos virão a tona... 
A Infraero recentemente comprou inúmeros equipamentos para equipar todos seus aeroportos com raio-x de bagagem despachadas e o DAESP? Nem os painéis de LCD e muito menos novos ônibus para o terminal conseguiu comprar ainda... 
Eu me pergunto todos os dias para onde será que vai o dinheiro da taxa de embarque em??? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário