terça-feira, 21 de dezembro de 2010

VERGONHA LOCAL!!! Passageiros perdem voo por falha no sistema de som e informações de vôos no aeroporto Leite Lopes.

Em reportagem da EPTV/GLOBO no Jornal Regional de hoje 21/12 uma série de passageiros que embarcariam para Salvador pela WEBJET perderam o vôo já que houve mudança no portão de embarque e não houve adequada comunicação deste fato.
É cômico e digna de piada a situação ilustrada na reportagem mas o problema é do DAESP e do incompetente Sr. Alvaro Cardoso Junior, administrador do aeroporto. Este cidadão deveria colocar seu cargo a disposição pois não faz nada pelo aeroporto da cidade a não ser ostentar o título de administrador. O aeroporto é precário e já foi citado por vários meios de comunicação.
Eu como usuário freqüente do aeroporto já cansei de reclamar que o sistema de som é falho, não existem telas de informação de vôos seja no saguão ou no portão de embarque. Os passageiros não são obrigado a adivinhar o portão de embarque já que mudanças são muito comuns. O sistema de som é falho não tem como o passageiro que está no portão 3 ouvir que o embarque é no portão 1 porque o sistema de som só funciona no setor do portão 1. Passei por isto no final de semana houve mudança no portão e não dava pra ouvir nada, eu tive que ir perguntar sobre a mudança. Mas e o passageiro de primeira viagem que nunca viajou de avião perde o vôo por incompetência dos agentes públicos do nosso pais que não sabem destinar bem o dinheiro público.
Espero que o administrador do aeroporto perca seu cargo em breve com a mudança do governo estadual porque este cidadão só atrasa o desenvolvimento do terminal e da cidade. O Brasil é um vergonha.
Sr. Alvaro Cardoso Junior enquanto a competência de administrar o terminal for sua tome alguma atitude imediata e urgente e providencie um sistema novo de som adequado bem como um sistema de informações de vôos em telas de LCD. Será que é muito caro fazer isto, será que é muito difícil fazer isto? Será que não tem ninguém competente na administração do DAESP que consiga solucionar tal problema? (aparentemente não) Será que o DAESP é mais um cabide de emprego da administração pública paulista?
A palavra é uma só VERGONHA do no nosso aeroporto, VERGONHA da sua administração, VERGONHA deste órgão inútil que é o DAESP. O Brasil está perdido DAESP+INFRAERO viva a copa do mundo de 2014 e olimpíadas 2016.

4 comentários:

  1. Nota 0 (Zero) para a Infra-Estrutura!

    ResponderExcluir
  2. Prezado,

    Críticas são bem vindas quando fundamentadas em conhecimento das realidades existentes.

    Citar meu nome em vão e com total desconhecimento de causa não é o melhor caminho quando se requer mudanças, entretanto, partindo da premissa de não haver sua identificação pessoal pode-se presumir as atitudes, comportamentos e a maneira de agir em seu dia a dia, pois estão acobertadas em simplesmente criticar e nada construir.

    Álvaro Cardoso Jr.

    ResponderExcluir
  3. Sr. Álvaro obrigado por prestigiar o blog, meu nome é Eduardo utilizo este instrumento como forma de desabafar o que sinto quando uso o aeroporto de Ribeirão Preto toda vez que pago o valor da taxa de embarque me sinto roubado e envergonhado de ter um aeroporto assim em minha cidade. Me desculpe se sentiu-se ofendido mas acho que mais ofendido do que o Sr. é o usuário do Leite Lopes nas atuais condições. Eu mesmo já tomei chuva no aeroporto, já fui vítima da falta de energia no terminal, já utilizei os banheiros imundos do leite Lopes... portanto minhas críticas foram no que eu vivenciei.

    Desde que utilizo o aeroporto pouca coisa mudou a não se a maquiagem que foi feita no terminal. Desde já convido o Sr. caso se sinta a vontade a demonstrar o que foi feito no aeroporto em sua gestão podendo encaminhar para o e-mail do blog aeroportoderibeirao@terra.com.br que será publicado tudo na integra.

    A critica nesta postagem é do ineficiente sistema de som do aeroporto é só perguntar para qualquer funcionário das empresas que eles confirma isto. Eu já cansei de ver nestas ultimas 2 semanas funcionário no grito chamando o passageiro, vexatório...

    O aeroporto não tem sistema de informações de voo eu já questionei este sistema várias vezes atreves do e-mail do daesp e nunca responderam quando vão disponibilizar. Quanto será que custa isto?

    Mais uma vez como disse o intuito é demonstrar no blog as deficiências do aeroporto parece que a imprensa da cidade sempre pegou leve com a administração do DAESP e do aeroporto. A prefeita da cidade mesmo já cansou de reclamar da falta de vontade do DAESP.

    Ao meu ver o aeroporto como está não cumpre sua finalidade e desrespeita princípios constitucionais da administração pública que são princípios da eficiência e finalidade.

    Meu blog não tem pretensão política longe disto o que quero é demonstrar a realidade do aeroporto o dia que melhorias forem feitas eu serei o primeiro a postá-las aqui.

    ResponderExcluir
  4. Caro Eduardo,

    Eu não me senti ofendido quanto às críticas, mas chateado por serem sem o real conhecimento das dificuldades que enfrentamos enquanto gestores públicos.

    O DAESP é uma Autarquia do Governo Estadual e depende de decisões e recursos do Estado para fazer seus investimentos e melhorias.

    Ocorre que ao Estado também compete desenvolver a educação, moradia, saúde e segurança entre outras obrigações, daí a dificuldade que se verifica nos Aeroportos sob sua administração.

    Para melhor entendimento esclareço que a responsabilidade patrimonial dos Aeroportos é do Governo Federal que através de convênio delegou ao estado esta missão (em São Paulo) para alguns aeroportos.

    Já a INFRAERO também é uma concessionária do Governo Federal para administrar demais aeroportos no País, mas a diferença é que detém recursos próprios e atua com exclusividade.

    Não significa com isto que não tenhamos obrigações de melhorar os serviços, mas enfrentamos grandes dificuldades para convencer e obter mais recursos para os serviços prestados diante das outras prioridades que o Estado, também, possui.

    Críticas vêm sendo apresentadas através dos canais de comunicação, muitas com fundamento, porém, outras em grande parte sem nenhum conhecimento das razões técnicas ou sequer abordam a falta de decisões dos reais detentores do poder sobre o sistema aeroportuário no país.

    Hoje se fala em participação privada na gestão aeroportuária, situação apontada pelo DAESP em 2001, mas que foi inibida por grandes resistências contrarias a esta mudança.

    Não sabemos se será a melhor decisão, mas sabemos que mesmo com grandes recursos em mãos também se enfrentam dificuldades nos demais aeroportos, que dirá uma entidade sem esta capacidade financeira, portanto, a participação privada pode ser uma alternativa positiva desde que bem regulada.

    Fique tranquilo, pois apesar de reconhecer as deficiências não estamos parados, dependemos apenas de decisões em todos os níveis de governo.

    Atenciosamente,

    Álvaro

    ResponderExcluir